Tremores Nômades e Fortes

“Desassossego, inquietação. Duas palavras intensas e fortes presentes de
forma clara ou por baixo dos versos de Natália. Talvez por isso, a escolha de
tremores nômades e fortes, um deslocamento do eu para o outro, procurando outros lugares, outros sentidos para preencher a falta, impossível de ser completada.”


Vera Casa Nova

Publicado em 2019 pela Quixote+Do Editoras Associadas, o livro Tremores Nômades e Fortes, da poeta Natália Menhem, se desenvolveu, ao longo do seu processo de feitura, para dois conjuntos de poemas com identidades próprias, dois livros em um. De um lado, Tremores, uma observação do desconforto em geografias internas, em constante diálogo com fenômenos externos. Do outro, Nômades e fortes esmiúça um amor que se desloca e segue se transformando.

isso tem a ver comigo

e minha fome de me saber viva

-vivíssima. comigo. “

trecho do poema Estamos, em Nômades e Fortes.

“e nós seguiremos
juntas e firmes
acreditando que o encontro e o carinho
são também caminho”

do poema Atordoamento, dedicado a Mônica Benício