olá! sinta-se em casa neste espaço criado para semear miradas poéticas por aí, com ênfase para o trabalho autoral de Natália Menhem – em versos e canções – e para ventilar outros projetos poéticos. aproveite o passeio e volte sempre.

última mirada

fuga
acho engraçada
minha teimosia
se quando te senti
por perto,
eu já sabia.

não leve a mal
se desviei o olhar
se julguei seus gestos
se esparramei falsas verdades

ainda tento fugir
quando vejo a onda se aproximar
o coração palpita
a respiração encurta
achando que não sou de mar

mesmo sabendo
que se tivéssemos nos chocado
ele todo entraria em festa
e nos abraçaria, alegre
pelo toque dos olhares
que me arrepia por dentro
me atrapalha e me aquece

lábios roxos
bochechas coradas
olhos renovados
levo comigo seu olhar
e sua flor.

leia mais