Entrelinhas, entremontes

Em 2017, a poeta, ensaísta e professora Vera Casa Nova, o poeta e professor de Literatura Kaio Carmona e o poeta Marcelo Dolabela decidiram dar visibilidade à poesia produzida em Minas Gerais. Dedicaram-se arduamente a traçar um panorama atual e diverso deste recorte literário. E depois de um intenso trabalho a seis mãos, o desafio foi cumprido: Entrelinhas, Entremontes – Versos Contemporâneos Mineiros reúne obras de 61 poetas de Minas Gerais.

É uma honra para mim ser parte desse trabalho tão bonito publicado em 2020 pela Quixote+Do Editoras Associadas. Conheça a obra completa no site do livro.

Abaixo, um dos meus poemas publicados por lá.

vapor 

apesar de toda urgência 
te tateo com cuidado. 
você me olha fundo.
respiro toda, ardo…

apesar de todo cuidado
te aperto com urgência.
você me morde com vontade 
viro água, somos rio.

você é sempre outro, 
sou sempre outra eu,
talvez nunca nos acostumemos, 
não por completo…

apesar de toda urgência 
e de toda a presença
apesar de todo cuidado 
e de tanto tato

acordo com marcas
que só dizem de quem fomos 
e a cada instante uma porção de nós 
se desata e outra então se tece. 

apesar de nossos nós, agora 
já somos outros: eu, você, nós
(o mistério parece inesgotável)  
e eu ainda águo por você. 

apesar dos pesares, aprendi 
a respirar 
a esperar 
a observar

se me derramo toda
é porque só é pra ser 
o que for pra brotar.