encantamento

redescobrir os olhos
deixar abrir os poros
e assim desbravar o ser.
deixá-lo ser. 

movimentar o corpo
agitar a pele 
ouvir as palavras
não domesticar o que é.

soltar os olhos
deixar abertos os poros
esmiuçar as palavras
revirar o ser. 

libertar as palavras
afinar os olhos
afiar os poros
desafiar o mundo.

soltar os olhos
afinar as palavras
deixar abertos os poros
reencantar o ser.



(poema originalmente publicado no dossiê Poetas Contemporâneas do Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *